A Filosofia em Alan Moore


Um dos maiores escritores de quadrinhos de todos os tempos é Alan Moore, algumas de suas obras, mesmo depois de anos, ainda podem ser consideradas inovadoras. Em muitas de suas obras esse autor aborda temas que para muitos são apenas um pano de fundo para historias de heróis, mas quando analisadas com mais afinco
percebemos uma certa filosofia escondida atrás delas. Muitas dessas historias se tornaram obras primas justamente por essa visão mais profunda de certos temas. Nesse post vou tentar mostrar um pouco dessa visão mais profunda em algumas dessas obras e para tal escolhi as obras “Watchmen”, “V de Vingança” e “A Piada Mortal”.

Em “Watchmen” há muitas questões abordadas, mas uma que me chama muita atenção é uma questão implícita na forma em que essa grande obra é concluída. No plano colocado em pratica no final da historia temos um ato que muitos poderiam
considerar de terrorismo por conta de um dos heróis, porem esse ato que desencadeia na paz estabelecida ao final da historia. Então entra a questão, será que ao matar milhões de pessoas para salvar bilhões, o homem que o fez poderia ser considerado um herói? E aqueles que descobriram todo o ocorrido e preferiram se omitir, são cumplices em seu terrorismo/heroísmo? Aquele que tenta ir contra e expor o plano mesmo que com isso pudesse causar a retomada do medo da terceira guerra mundial seria o verdadeiro herói ou o verdadeiro vilão da historia? Assim temos algumas questões muito delicadas de atitudes éticas a
serem tomadas. Talvez essas indagações propostas pelo autor que tenham tornado essa historia uma das obras primas do undo dos quadrinhos.
Já em “V de Vingança” temos uma questão mais politica e social proposta com a problematização do governo autoritário e da repressão ao direito de ir e vir da sociedade. Será que a sociedade seria realmente a culpada pela própria perda de liberdade que sofre ao se abster de confrontar o seu próprio governo, ou ela não teria escolha a não ser aceitar calada essa situação? Isso só poderia ocorrer da forma que é exposta nessa historia ou a sociedade atual onde vivemos poderia sofrer o mesmo no futuro, se é que já não está sofrendo, mas de uma forma velada? O personagem “V” nos quadrinhos não é uma simples mascara de Guy
Folkes, mas sim um ideal de liberdade que parece ter sido perdido nos dias de hoje onde o governo reprime a sociedade de varias formas e essa se mantem calada. Então uma sociedade, como vemos nessa historia, não seria algo tão fantasiosa assim.
Por ultimo temos na “A Piada Mortal” a questão da loucura. Aqui o autor expõe essa questão de uma forma bem explicita,  través dos diálogos do Coringa. Colocando em questão o que leva uma pessoa tida como sã a perder sua sanidade e se tornar
um louco sem esperanças de recuperação? Será que basta um dia ruim para que qualquer um perca totalmente a sanidade? E quem são os verdadeiros loucos, aqueles que sucumbem a atos de loucura ou aqueles que mesmo em meio a um mundo tomado
por estupradores, pervertidos, corruptos, governantes que não se preocupam com a sociedade que deveriam defender, fome e guerras, acham que está tudo normal e seguem suas vidas como se nada estivesse fora do lugar? Essas são algumas das
muitas questões que podem ser lidas explicita ou implicitamente nessa historia.
Com isso vemos uma ótima abordagem filosófica nessas historias em que um autor utilizando personagens fictícios consegue expor dilemas muito criveis e ligados ao nosso mundo de modo a nos por a questionar sobre o modo como vivemos.
Yuri Araujo
What's Your Reaction?
OMG OMG
0
OMG
LOL LOL
0
LOL
Cute Cute
0
Cute
Raiva Raiva
0
Raiva
Nerd Nerd
0
Nerd
Amei Amei
0
Amei
WTF WTF
0
WTF
Win Win
0
Win
Fail Fail
0
Fail

Comments 2

Deixe uma resposta

A Filosofia em Alan Moore

log in

reset password

Back to
log in

Hey there!

Sign in

Forgot password?
Close
of

Processing files…